Desabafo

19 set

    Não sou de desabafar diretamente e objetivar meus sentimentos, aflições, mas a ocasião me leva a querer fazer isso. Hoje vou fingir que tenho um diário e que só eu o leio.

Terça feira de manhã, no banco, uma moça que trabalha no caixa que eu nunca vi mais gorda me diz assim que entrego a ela a papelada: “Que olhinhos mais tristes, está tudo bem?”. Hoje, um comentário de um desconhecido em uma de minhas fotos (de mim mesma, sorrindo, vestida de pirata) diz: “engraçado, você sorri, mas eu não vejo alegria em seus olhos”. E é aí que mora meu desespero. Como essas pessoas vêem isso em mim? Como elas notam o que eu mais tento esconder? Não são só paixão e tosse que não se esconde, a tristeza também. E eu tenho os três. A trinca perfeita da indiscrição.

Acho que desisti de me desabafar. Só sei dizer de mim nas entrelinhas. Não nasci mesmo pra esse tipo de coisa. Quem sabe um outro dia, quem sabe nunca…

Uma resposta para “Desabafo”

  1. Vee setembro 21, 2007 às 12:14 am #

    Me fala o que você precisa que eu mato qualquer um pra conseguir pra você.

    *:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s