Arquivo | novembro, 2007

Pequena

30 nov

Sou tão pouca,
pequena,
que quando nos abraçamos
me acho quase maior.
Seria inteira,
grande,
se,
pelo menos,
a sua metade
você colocasse
em nós.

Anúncios

Carta II

28 nov

Antes de sequer começarmos, gostaria de dizer sobre o nosso fim. É difícil dizer que não teremos um fim, não falo por pessimismo, mas, para mim, “amar para todo o sempre” é um fim. Antes esclareço então o que entendo por fim: quando não é mais possível mudar uma situação, seja para melhor ou para pior. Em todo caso, é fim. E então, antes de darmos começo a nossa história, gostaria de me precipitar até o fim.
Continue lendo

Alcançar o céu

23 nov

Mãe, papai disse que meu avião vai alcançar o céu, mas a que altura a gente alcança o céu?

Ganache de pensamentos

19 nov

Passei o dia todo procurando um pensamento em que não você não estive e até achei alguns, mas, logo em seguida, via você penetrando neles também. Percebi que de tanto pensar em não pensar em você, acabei foi pensando muito mais.

Poema dobrado

14 nov

Escrever                                                                             na outra

sobre o                                                                               metade

amor é                                                                                brota

fácil.                                                                                     outro

Dobra-se                                                                             meiado

o papel                                                                                do poema

no meio,                                                                              feito

e,                                                                                          mágica.

Relatividade

12 nov

Não é que esteja me sobrando o tempo, é que me falta inspiração.

Vento

12 nov

Deixei o livro na janela para o vento ler, mãe, porque sei que no fim do dia ele vai me ninar com aquelas histórias.