Bilhetes

21 jan

Dos meus beijos pequenos e dos seus tão grandes faço, não um beijo médio, como se espera da lógica, mas faço de todos os beijos o maior, de imensidão tão única e abstrata que ultrapassa o infinito e se transforma em amor. Beijo de amor.

“Dos seus faço os meus, que são nossos e são dois únicos que se tem e que mesmo sendo um e um, meu e seu, somos nós até quando somos eu e você separado. Meu beijo que é seu, grande, amor e pequeno que seja sempre meu, que é seu.”

Serão os seus beijos e os meus sempre nossos. Enquanto houver verbo, enquanto simplesmente houver. Os seus, meus e nossos, grandes, pequenos e infinitos serão porque eles simplesmente serão.

“Todos os detalhes que envolvem seu beijo enquanto ele é meu dispensam toda lógica. Nunca poderei descrever sua boca pequena e seu beijo forte com esses olhos enormes cheios de mundo que me prendem inteira.”

Esse mundo nos meus olhos é só o seu reflexo, minha linda. Te amo.

(Entre aspas não são meus.)

3 Respostas para “Bilhetes”

  1. moi7 janeiro 21, 2008 às 12:59 am #

    fala mais oque?

    eu já disse tudo que poderia dizer a você.

    beijo linda.

  2. Ana Luiza janeiro 23, 2008 às 5:13 pm #

    É tão gostoso quando o amor chega.
    Amei os bilhetes profundos.

    Beeijo!

  3. Tainá junho 11, 2008 às 12:56 pm #

    nossa!
    :S

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s