Arquivo | março, 2010

Cores

30 mar

E são todas essas cores,
essas cores que me deixam confusa.
A cor dos cabelos, dos olhos, da alma, dos amores.

Uns amores saturados,
uns cabelos negros
outros um tanto quanto dourados.

Uns amores ainda em preto e branco,
dos olhos claros,
metade amarelo, metade ciano.

Uns amores verde abacate,
maduros de corpo
e de alma pedindo resgate.

Uns amores,
esses amores já colhidos,
vermelhos, rosas,
enfim, coloridos.

Sou assim

26 mar

Eu sou assim
esse rascunho,
obra inacabada..
Esperando nunca
estar completa.

302

22 mar

Está aqui a sua carta de despejo.
O negócio é o seguinte,
vaze logo e se mande
Não quero neste apartamento
sequer um percevejo.

Ande logo, não demore
porque se muito tempo passar
pode ser que eu me apegue
[e apaixone
e queira ir com você morar..

Lava..

20 mar

Eu quis tanto te ligar hoje a noite. Só pra me ver livre da umundice da alma de algumas pessoas.. Eu quis estar perto de você… Você me limpa.

Tão

18 mar

Esse amor é
tão nosso…
tão nosso
tão nosso
tão nosso
tão nosso
tão nosso
tão nosso
tão nosso
tão nosso
tão nosso…
O que era mesmo?

Você, nua, me despiu

17 mar

Você, nua, me despiu.
Fui tomado por aquele cheiro.
Que não era seu
Nem meu
Era do momento,
Do instante em que meus olhos cruzaram os seus
Do instante em que ambos engoliram a seco o amor que descia ríspido pela garganta.
Você, nua, me despiu.
E assim fiquei.
Ficamos.
E acabou.

Deus tá comigo

15 mar

Deus,
se eu encontrar o amor
será que vou saber quem ele é
ou vou me distrair com uma flor?
Me dá uma dica então, meu Deus,
por favor!

Deus,
como ele é?
Tem pinta de malandro
e samba no pé?

Deus,
será que ele faz graça
ou é do tipo que nem vejo
quando passa?

Deus,
ele é bonito, sedutor e charmoso
ou é feio, banguelo e mal cheiroso?

Deus,
quando ele aparecer
me faça uma promessa
ponha ele no meu caminho duas vezes
pra não correr o risco
de na primeira vez
eu ir embora com muita pressa.

Deus,
por favor, eu te suplico
ponha ele duas vezes no meu caminho
pra que na segunda vez
não me falte atenção e
eu não o deixe passar sozinho.

Outra voz

11 mar

“Chorar por tudo que se perdeu, por tudo que apenas ameaçou e não chegou a ser, pelo que perdi de mim, pelo ontem morto, pelo hoje sujo, pelo amanhã que não existe, pelo muito que amei e não me amaram, pelo que tentei ser correto e não foram comigo. Meu coração sangra com uma dor que não consigo comunicar a ninguém, recuso todos os toques e ignoro todas tentativas de aproximação. Tenho vergonha de gritar que esta dor é só minha, de pedir que me deixem em paz e só com ela, como um cão com seu osso.” (Caio Abreu)

Perdi a voz. Usei a de outro.

Bicho

9 mar

Ah, sentimento mundano…
Não é bicho de sete cabeças,
me disseram por engano,
logo passa e se vai assim, voando…

Não, não.
São sete bichos na cabeça
e também no coração,
que não tem pressa de ir
ou findar a minha aflição.

Vão me devorando aos poucos,
não sei lidar com a solidão!
Eu que passava aperreio nos outros,
Hoje vejo que não sou assim tão
durão…