Arquivo | março, 2010

Outra voz

11 mar

“Chorar por tudo que se perdeu, por tudo que apenas ameaçou e não chegou a ser, pelo que perdi de mim, pelo ontem morto, pelo hoje sujo, pelo amanhã que não existe, pelo muito que amei e não me amaram, pelo que tentei ser correto e não foram comigo. Meu coração sangra com uma dor que não consigo comunicar a ninguém, recuso todos os toques e ignoro todas tentativas de aproximação. Tenho vergonha de gritar que esta dor é só minha, de pedir que me deixem em paz e só com ela, como um cão com seu osso.” (Caio Abreu)

Perdi a voz. Usei a de outro.

Anúncios

Bicho

9 mar

Ah, sentimento mundano…
Não é bicho de sete cabeças,
me disseram por engano,
logo passa e se vai assim, voando…

Não, não.
São sete bichos na cabeça
e também no coração,
que não tem pressa de ir
ou findar a minha aflição.

Vão me devorando aos poucos,
não sei lidar com a solidão!
Eu que passava aperreio nos outros,
Hoje vejo que não sou assim tão
durão…