Recordar e viver

8 mar

Ela nos reconheceu. E da cara séria de quem conta dinheiro, surgiu um sorriso limpo e nostálgico. Fiat lux. Os olhos se acenderam. Ela disse que sentia saudades e que, mesmo com todo o trabalho que demos, que não foi pouco, ela sentia nossa falta. Fomos a melhor turma, ela disse sem perder o súbito de alegria. Se fomos? Não sei. Mas valemos um sorriso sincero em meio a tantas notas amassadas de adolescentes bêbados. Valemos um brilho 12 anos depois de tanta vida rolar. Valemos, valeu. Valeu por tudo, Andreia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s